Cálculo Renal

Os cálculos renais são extremamente comuns. Cerca de 15% das
pessoas, em algum momento da vida, apresentarão “pedras nos rins”.

Você deve saber primeiro que…

Os cálculos renais são extremamente comuns. Cerca de 15% das pessoas, em algum momento da vida, apresentarão “pedras nos rins” e aproximadamente 30% desses pacientes serão hospitalizados e submetidos a algum procedimento (extração cirúrgica ou fragmentação) para tratamento do quadro de dor ou infecção.

Como são formados os cálculos

Cerca de 70% dos cálculos urinários são formados de sais de cálcio (oxalato/fosfato),  10% de ácido úrico e cerca de 15% de fosfato de amônio e magnésio (também chamados de estruvita e estão relacionados com infecções urinárias).

Sabemos que dietas  com excesso de sódio, tais como: alimentos enlatados, embutidos, industrializados, excesso de proteína animal e também carboidratos, associados a baixa ingestão hídrica promovem a supersaturação da urina e a formação de cristais e cálculos. História familiar, ambientes muito quentes e com alta umidade também podem contribuir.

Importante

Os cálculos renais são mais comuns em homens, principalmente entre 25 e 60 anos. Um segundo episódio tem chance de 50% de ocorrer em 5 anos, caso não haja um tratamento adequado.

Para prevenir, o indicado é Ingerir bastante água (cerca de 1,5 a 2l ao dia), evitar excesso de proteína animal e alimentos industrializados (alto teor de sódio). Consumir habitualmente frutas, com destaque para limão e laranja, ricos em citrato de potássio, que previne a formação de cristais.

Como tratar uma crise?

A cólica renal é ocasionada pela movimentação/migração do cálculo (pedra) pela via urinária, ocasionando dores intensas que podem ser acompanhadas de náuseas e vômitos, sudorese fria e inquietação extrema. O tratamento com analgésicos é fundamental e a investigação com exames como USG e tomografia nos permitem definir o tamanho e a localização desses cálculos, assim como programar o tipo de tratamento (clínico ou cirúrgico).

Litotripsia extracorpórea é um procedimento não invasivo destinado principalmente para fragmentar cálculos de 9mm a 15mm localizados no rim ou próximos a ele.

Cirurgias endoscópicas são procedimentos minimamente invasivos onde utilizamos aparelhos de alta tecnologia, como microcâmeras e laser, destinados a fragmentação e extração dos cálculos.

Cirurgias laparoscópicas ou abertas são indicadas para casos selecionados.

Não espere para cuidar da sua saúde!

Agende sua visita via whatsapp (47) 98497-0720 ou fone (47) 3432-2020.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

WhatsApp