Pesquisa aponta bons índices na recuperação da função erétil após a cirurgia robótica

 em Câncer de Próstata, Cirurgia Robótica, Impotência Sexual

Uma pesquisa realizada na Alemanha mostrou que a cirurgia robótica é responsável por um aumento considerável na preservação da ereção pós-operatória.

Isso se dá porque, de acordo com os resultados da pesquisa, a laparoscopia assistida por robôs é capaz de realizar uma preservação mais cuidadosa e segura da bainha neuro-vascular.

O pesquisador Jens-Uwe Stolzenburg e sua equipe do Hospital Universitário de Leipzig, estudaram 422 pacientes com idade inferior a 68 anos que apresentaram a função erétil pré-operatória normal antes da cirurgia prostatectomia radical.

Durante o período de nove meses, os pesquisadores atribuíram aleatoriamente pacientes para receber tadalafil (terapêutico para disfunção erétil) ou pílulas de placebo após a cirurgia. Na sequência, os pacientes passaram por um período livre de medicamentos de seis semanas, após esse período foi permitido um tratamento aberto com tadalafil por três meses para todos os pacientes.

Dos 422 pacientes, 115 passaram pela cirurgia robótica, 88 passaram pela laparoscopia convencional e 189 fizeram a cirurgia aberta. Para 30 pacientes, o tipo de cirurgia foi classificado como “outro”.

Os resultados foram muito favoráveis aos pacientes da cirurgia robótica. Este grupo teve uma probabilidade significativa com 2,4 vezes maior recuperação da função erétil no final do período livre de medicamentos em comparação com o grupo de cirurgia aberta. Os pesquisadores não observaram efeito favorável da laparoscopia convencional em comparação com a cirurgia aberta.

Leia mais sobre a cirurgia robótica em www.fabiolepper.com.br

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

WhatsApp