Como é uma consulta com o Urologista?

 em Câncer de Próstata, Novembro Azul, Urologista Joinville

Durante o mês de novembro as atenções se voltam para a saúde masculina devido a campanha mundial “Novembro Azul”, que luta contra o câncer de próstata. Assim, crescem as dúvidas dos homens em relação à consulta com o urologista e o check up urológico, tão importante para prevenir a doença.

Como é essa consulta? Quando devo procurar esse especialista? Qual a preparação para o exame de PSA (Antígeno Prostático Específico) e exame de toque? A seguir, você fica sabendo da importância de buscar uma consulta com urologista e outras informações!

Quando devo fazer uma consulta com urologista, mesmo sem nenhum sintoma ou queixa?

Mesmo quando o homem não apresenta desconfortos ou evidências de algum problema com a sua saúde urológica, é fundamental que ele passe por uma consulta com urologista, a partir dos 45 ou 50 anos de idade. É por meio dessa consulta que o especialista vai analisar o estado de saúde geral desse paciente, passar orientações individuais com base em seu histórico e necessidades específicas, além de detectar possíveis problemas urológicos.

Esses problemas podem ser desde inflamações mais simples na próstata até o câncer de próstata, que muitas vezes pode não vir acompanhado de sintomas.

De quanto em quanto tempo é preciso ir ao urologista?

O médico urologista é o especialista que cuida do sistema urinário e reprodutor masculino, portanto, durante todas as fases da vida é importante buscar sua ajuda para manter a saúde em dia. 

Mais especificamente para a prevenção do câncer de próstata e outras doenças que podem acometer o homem em idade adulta como prostatite ou hiperplasia prostática, a recomendação geral é de que homens com histórico de câncer na família façam a consulta com o urologista a partir dos 45 anos, ou a partir de 50 anos para os que não tem histórico de câncer.

Já a frequência de idas ao urologista deve ser sempre uma vez ao ano, para realizar um check up incluindo o exame de PSA (Antígeno Prostático Específico) e exame de toque.

O que comunicar ao urologista durante uma consulta?

Assim como é feito em qualquer consulta médica, o especialista faz uma série de perguntas, para, assim, conhecer características individuais do paciente. 

Além de responder as perguntas com clareza, o homem não deve de esquecer de comunicar alguns sintomas que podem passar despercebidos, como: dores abdominais, dores lombares, dores nos órgãos genitais, desconfortos urinários, etc.

Ao fazer o uso de medicação contínua é importante ter em mente (ou anotado) o nome da medicação, ou, até mesmo, levar a bula para a consulta.

Para completar o diagnóstico, o médico poderá solicitar exames. Todas essas informações são relevantes para identificar não só um possível câncer de próstata, mas também inflamações, infecções, tumores e problemas em outros órgãos do corpo.

Como é o exame de toque?

Como parte da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, o exame de toque retal é um exame de rotina que pode ser realizado no consultório. É um procedimento simples e indolor, dura cerca de 15 segundos, e é muito importante para identificar possíveis alterações no volume da próstata. 

Por ser um procedimento simples e seguro, não é necessária nenhuma preparação. O médico irá sentir a próstata através do reto e imediatamente poderá constatar se está tudo bem ou se há alguma suspeita de câncer ou outro problema.

Quais as preparações para realizar o exame de PSA?

O médico poderá solicitar também que um paciente realize o exame de PSA (Antígeno Prostático Específico). Para este exame o médico fará uma prescrição, que o paciente levará para um laboratório fazer a coleta de sangue. Com a amostra é analisado o nível de PSA – que pode indicar alguma alteração/inflamação na próstata.   

As recomendações gerais para a coleta são:

  • Não ejacular 48h antes;
  • Evitar uso de bicicletas ou andar a cavalo também por 2 dias antes;
  • Não ter realizado recentemente o exame de toque retal.

Veja algumas dicas para interpretar o exame de PSA em: Quando o PSA indica um possível tumor?

Quais os outros exames que o médico pode solicitar?

Além do exame de toque retal e PSA, após uma consulta com urologista o profissional pode solicitar também: Ultrassonografia, Medição do Jato de Urina, Exames Laboratoriais, ressonância magnética e quando necessário  uma biópsia.

Lembre-se: médico urologista vai te ajudar e não te julgar!

O paciente não pode sair com nenhum tipo de dúvida em relação a sua saúde urológica, cuidados e recomendações. Também é muito importante ser sincero e não sentir vergonha diante do seu médico. Um profissional ético não deve julgar nem expor o paciente, mas, sim, respeitar e escutar atentamente, para, então, esclarecer e orientar.

Assim como em outras especialidades médicas, a relação médico x paciente é fundamental para preservar ou tratar uma pessoa que busca atendimento e o melhor para sua saúde!

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

WhatsApp